A Autora e o Blog

Me chamo Mayra. Sou uma pessoa designada como homem ao nascimento, trans, não-binária, pansexual, bacharel em relações internacionais, tradutora inglês-português de especialidade em documentos de patentes e noiva de uma mulher cis. Meus dois avôs são militares reservistas - um da aeronáutica, um da marinha - minha mãe é secretária executiva na Toshiba e meu pai é formado em contabilidade e trabalha para a Petrobrás. Calma, eu vou chegar a algum lugar, prometo. Continuando. Minha noiva, Gabriella, é duas vezes pós-doutorada em virologia e microbiologia pela UFRJ, professora e pesquisadora. Meus hobbies principais são o cinema, as séries de TV, os jogos de computador e PS3 e a musculação.


Mas e daí, né? Eu sei que esses dados são todos pontuais e insignificantes se vistos de forma independente, mas juntos representam algo semelhante ao todo do blog: mostrar que a imagem da trans veiculada quase exclusivamente na mídia, de prostituição, isolamento, família inexistente e relacionamentos com homens não só é perniciosa, como também uma falácia. Sim, essas pessoas existem, mas nem de longe englobam nossa totalidade, muito menos o restringem nossas possibilidades. Possibilidades estas que são, na verdade, infinitas.

Neste endereço você encontrará a minha história de transição e a de muitas outras pessoas trans, famosas ou não, de todos os tipos de vida, idades e localizações. É bem verdade que minha frequência de atualização é pequena agora já em 2014, mas isso se deve ao fato de que... a vida continua. A transição acabou, eu alcancei os patamares social, psicológico e estético que desejava, e agora a transgeneridade é somente uma faceta da minha totalidade, não seu cerne. De toda forma, foram mais de dois anos de publicações contínuas, as quais pretendo manter acessíveis indefinidamente.


Por fim, deixo meu desejo a todos: o da motivação e informação às pessoas trans que trilham caminhos semelhantes aos meus e o desenvolvimento da compreensão e da tolerância por parte das pessoas cis para conosco.