10 de agosto de 2012

Cronometragem

Antigamente eu tinha a permanente impressão de ter coisa de menos na minha vida. Ela basicamente se resumia à um namoro, um curso superior em andamento, a academia, o curso de francês e dois ou três amigos. Agora o curso acabou e o ritmo na academia caiu pela metade, mas eu tenho pelo menos umas 8 pessoas além da namorada às quais eu gostaria de dedicar mais tempo e as adições do blog para escrever, das mensagens infinitas para responder e do trabalho. Resolvi escrever esse post falando sobre a administração do tempo para tudo isso por dois motivos: eu sempre tive a curiosidade de saber, de forma razoavelmente precisa, a rotina das pessoas que tinham muito ou muito pouco tempo ao meu redor, e para explicar porque, por vezes, demoro tanto ou dedico tão pouco tempo à certas coisas.



Primeiro, a rotina. Eu geralmente acordo por volta das oito da manhã, todo dia. Novidade para mim, pois antigamente levantar antes das 10 era um sacrilégio. Ok. Segunda de manha eu tenho psicólogo, terça e quinta tenho academia. Ficam disponíveis as quarta e sextas para fazer quaisquer coisas. De tarde eu estou sempre quase no trabalho, mais ou menos da hora do almoço ao fim da tarde. De noite tenho aula de segunda à quinta, sendo que nesses dois dias especificamente, saio da faculdade depois das 22:30. Terça e quarta é mais leve, acaba às 21. O tempo entre o trabalho e a faculdade geralmente é dedicado à namorada, e sexta feira à noite é livre, assim como o final de semana, que eu so tenho que ir uma vez à academia ou no sábado ou no domingo.

Relembrando os períodos mais tranquilos: terça e quarta no fim do dia, sexta de manhã e de noite, sábado, domingo. Nesse tempo eu tenho as mensagens, o blog, os amigos, o relacionamento amoroso e quiçá um módico de lazer solitario, que se traduzem em jogos de computador, não nessas ideias sujas que passaram por suas cabecinhas. As mensagens eu recebo, digamos... algo em torno de seis por dia, sendo metade delas de e-mails extensos e complexos, requerendo cada um deles de meia a uma hora para ler e responder com parcimônia. Um post do blog leva entre 1 e 3 horas para escrever, corrigir e formatar. E com os amigos eu geralmente gasto tempo sozinha - no sentido de que eu prefiro uma interação a dois do que em grupos. Ou seja, dificilmente eu vejo mais do que duas pessoas em um dia, mesmo que eu fique 12 horas por dia fora de casa só para isso. Isso é consequencia da crença firme de que amizade em grupo nao é amizade, é coleguismo, a menos que voce de vez em quando tenha algum tempo solitário com o individuo para partilhar daqueles pensamentos que nao pertencem à publicidade.

Ai me chega um ser humano e me manda um e-mail perguntando algo que está escrito em pelo menos 5 dos meus videos no youtube, respondido em posts na Page do Facebook e espalhado pelos posts no blog. Ele espera um dia. Dois dias. No final do segundo dia, antes das 48 horas do envio do e-mail, ele me manda uma mensagem privada pela page. "Oi eu te mandei um e-mail que eu queria respondido e você não respondeu." Não  Jura? Mesmo? Se você não tivesse me falado eu não saberia. Eu queria ficar rica mas não fiquei. A vida é cruel.

Deixa eu contar um detalhe. Minha carteira de motorista venceu. Sabe porque não troquei? Falta de tempo. Recebi um vale-refeição do trabalho que fiquei um mês sem carregar porque não parava nem pra ler como fazia. Chuta o motivo. Mas espera, tem mais. Minha mãe eu não vejo tem quase um mês também. Meu amigo de infância eu não consigo manter nem um ritmo de ver uma vez a cada 15 dias. As contas eu pago pelo celular, no ônibus, indo para a empresa. Ao blog eu escrevo estilo estripador - uma partezinha de cada vez.

Não vim aqui para reclamar. Como eu disse, queria pedir so um pouquinho de paciência na hora de esperar minhas respostas e, além disso, falar um pouco das técnicas que ajudam a administrar o tempo que temos. Na verdade, acho que a única mensagem que eu fiquei chateada foi essa, da pessoa me cobrando a resposta. Houve uma outra, lá pra junho, que o indivíduo praticamente me estuprou verbalmente por e-mail, que eu nem me dei ao trabalho de responder. De resto, todas elas, absolutamente todas, eu respondi e de boa vontade. Entao reintero: tem dúvidas, tem questões, tem curiosidades, pode mandar, pode indagar, falar, debater - debater, inclusive, adoro ouvir opiniões diversas bem colocadas - e tenha a certeza que eu responderei. Espere só um pouquinho. Já cheguei a levar três semanas para responder um e-mail. Em geral levo de 3 a 6 dias. Se eu nao responder depois de muito tempo, pode mandar de novo a mensagem. Não tem problema. A questão toda se centra na forma de colocar sua necessidade. Mas acontece esporadicamente de eu esquecer totalmente de responder alguma coisa específica, então relembrar não mata.

------------------------------

Sobre as técnicas, farei uma listinha.

1 - Anote seus pensamentos. Para escrever o blog, por exemplo, quando me ocorre a ideia de um post eu paro tudo que estiver fazendo naquele exato instante e anoto o título que pensei e os tópicos que imaginei ser interessante abordar. Isso não poupa tempo de forma literal, mas as pessoas mais ocupadas geralmente não podem sentar e ficar refletindo e olhando as estrelas em busca de ideias, então a anotação prévia resolve o problema. Isso serve também se você for escrever um livro, se estiver se preparando para comprar uma casa, um carro, fazer um investimento... qualquer coisa que demande planejamento se beneficia das anotações imediatas.

2 - Procure não fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo. "May tá maluca, fala pra poupar tempo e depois manda fazer as coisas separadas, fazendo duas coisas ao mesmo tempo eu uso só metade do tempo no tot..." Mentira. Leva o cacete. Leva mais do que o tempo original, fica interrompendo tarefas que poderiam ser imediatamente continuadas esperando o término de outra, se distrai, esquece o que estava pensando, esquece o que ia fazer... Se uma das suas tarefas demanda certo tempo de aguardo, como formatar um computador, esperar a ligação de alguém, esperar uma resposta burocrática, faça algo nesse meio tempo que possa ser encerrado imediatamente - como ler.

3 - Almoce sozinho. Bem anti-social, não é? Mas é verdade. A ideia não é fazer isso todo dia, mas cada dia que o fizer vai sobrar um tempo desgramado. Se a companhia possuir copa e você puder levar a comida de casa - ou encomendar da rua e mandar entregar no escritório - melhor ainda, você nao perde o tempo de espera. Enquanto almoçar em um restaurante leva no mínimo 40 minutos, especialmente ao levar companhia, um almoço na copa leva 10, 12. Imagina tudo que fará com o resto do horário de almoço, casso o possua?

4 - Compre um smartphone ou tablet. Sério. O objetivo, nesse caso, é um só: aproveitar o seu tempo. Os meios são vários  Em trânsito, por exemplo, indo e voltando do trabalho todo dia. Isso não é possivel ao utilizar um veículo privado, mas é totalmente viável no transporte público . Para fazer sabe o que? Um monte de coisas. Se você lê jornal, revistas, livros ou blogs, essa é uma boa forma de evitar carregar peso e fazê-lo durante momentos que você estaria, de outra forma, parado esperando o tempo passar. Se usa RSS Feeds, há formas de colocar tudo como lido e ainda assim salvar os 6 posts dentro daqueles 1030 que realmente deseja ler. Fora todos os problemas virtuais que podem ser solucionados também no caminho de ida ou volta. Lembra do pagamento das contas que falei? Dessa forma que se faz. Ao usar redes sociais, é um bom momento também para se comunicar sem ter que sentar no computador de casa depois de passar o dia no computador do trabalho. Se você estuda, o ônibus ou metrô também é um momento interessante para leitura e pesquisa. Quanto mais pesado for o trânsito que você pega - e mais tempo você fosse perder caso não fizesse nada - mais agradável vai ser de ler e pesquisar no aparelinho. Calendário e alarmes também sao muito úteis para o pessoal ocupado: ponha o lembrete daquela tarefa ou evento importante para berrar no seu ouvido na hora certa, ou quando você chegar no lugar certo, e vai ficar mais simples não esquecer o aniversário de namoro. Ok, brincadeira, isso você tem que saber de cor, mas lembrar de olhar na internet o status daquela compra internacional - ou ajudar seu amigo com aquele "negocinho simples" que ele pediu, pode se tornar um desafio sem isso.

O melhor de tudo é que essa soluçao é mais barata do que muita gente imagina. Com um valor entre 100 e 200 dolares se compra um tablet XingLing razoável no www.dealextreme.com (mais uma propaganda grátis aqui, que beleza, hein?). No Brasil mesmo, um smartphone legal sai por menos de 1.100 no pré-pago. Exemplos são o Motorola Atrix, o Samsung Galaxy S2 e o Nokia Lumia 800. E se você for comprar um telefone é porque vai no mínimo ligar e acessar a internet, entao pré-pago é sinônimo de acefalia, hein. Fikdik.


5 - Não converse na academia, e cronometre seu tempo. Primeiro, fazer musculação sem um cronômetro é coisa de maluco. Se você tem 1 minuto de descanso, você tem que descansar um minuto, não são 45 nem 80 segundos. São 60. Descansando menos você não deixou seu corpo se preparar para a próxima série, descansando mais  perdeu-se tempo e seu corpo já relaxou, diminuindo a eficiência do exercício. Se isso acontece com variações de 15 segundos pra lá e pra cá, imagina se parar 5 minutos entre uma série e outra? Ademais, teus compatriotas de academia não merecem ficar esperando você contar do casamento do seu cachorro para usar a pemba da máquina onde se encontra sua bundinha alocada com o único propósito de satisfazer a preguiça.

6 - Organize-se com relação às tarefas diárias antes e depois de sair de casa. Se arrumar para ir trabalhar, por exemplo, pode ser esquematizado. Eu acordo e vou para a cozinha. Tomo um cafezinho e depois o café da manhã. Depois vou ao banheiro, quando já deu tempo do intestino acordar, e tomo banho. Saindo, me maquio e me visto. Se tiver que interpretar a boia-fria no dia, preparar o almoço na vasilha fica por último. Dali estou perto da porta de casa e saio. Ao chegar, jogo as roupas sujas no cantinho delas, guardo os acessórios e roupas de baixo, depois as normais, vou ao banheiro tirar a maquiagem e tomo banho. Mesma ordem nos dias em que tenho o mesmo horário. Isso poupa um tempo absurdo e lhe permite fazer as coisas com calma. Entre acordar e sair de casa eu levo algo em torno de 45 minutos, levando em consideração maquiagem e problemas com roupas inerentes ao "ser mulher". Como homem eu levava 20, 25. Saía sempre de casa o rapaz todo arrumadinho, alimentado e cheiroso, não com cara de defunto e a roupa amarrotada.

7 - Se ficar sem o que fazer no trabalho, não entre no Facebook nem no Twitter. Resolva alguma pendência pessoal ou se divirta um pouco. Novamente, não ter que chegar em casa e ir direto para a máquina de escrever com tela por causa de algo que poderia ter sido resolvido previamente é um grande salvador de minutos - e do bom humor.

8 - Organize seu armário, seu quarto, seus documentos virtuais. Há um motivo pelo qual o Google se tornou uma empresa multibilionária por basear toda sua entrada de dinheiro em propaganda: porque nós passamos a vida tentando encontrar coisas. Acompanhando as ultimas evoluções do Gmail e do Android, é fácil perceber que boa parte dessas coisas que procuramos são nossas próprias posses, não utilizadas por algum tempo, que precisamos ter em vista novamente. Tendo suas roupas separadas por tipo e ordenadas por cores, fica fácil encontrar aquilo que precisa e se vestir como gosta sem perder tempo fuçando. Tendo as fotos organizadas por pasta com a data, separadas em grupos de semanas ou meses, reviver bons momentos se torna prazeroso, e evita-se a perda dessas informações. Colocando as coisas nos devidos lugares a cada retorno à casa, não precisamos depois perder horas tentando separar nossos objetos.

 ------------------------------

Meu estoque de ideias atualmente é esse. Obviamente, seguir tudo isso de uma hora pra outra é exaustivo, mas os hábitos podem ser modificados com paciência e determinação. Caso eu me lembre de mais algum detalhe, adiciono aqui. Usando essa listinha, no entanto, torna-se visível a sobra de minutos e horas que não existiam anteriormente. Para seu amor, para seus parentes, para seus amigos... ou para sua cocação de saco oficial do dia, porque também não faz mal a ninguem.

Beijos,

MayB