16 de março de 2013

Roupas e Corpos

Uma estudante de moda precisa que a ajudemos a nos ajudar, então vamos dedicar um minutinho do nosso final de semana a ela e, consequentemente, a nós mesmas? Leiam o texto abaixo.

*****

Olá! Antes de tudo, muito obrigada pela sua atenção!! Meu nome é Betina Grosser Martins, sou estudante de graduação sanduíche em Design de Moda na Universidade Estadual de Londrina (BR) e no Politécnico di Milano (IT), e gostaria da sua ajuda para meu Trabalho de Conclusão de Curso.

Esta pesquisa surgiu dos eminentes preconceito e marginalização sofridos por mulheres trans* perante a sociedade brasileira, inclusive durante o processo de desenvolvimento de produtos de moda, no qual essas integrantes do gênero feminino vem sendo há muito desconsideradas. Inicialmente propôs-se justamente o desenvolvimento de produtos de moda para tal público, porém com o tempo de estudo observou-se que esta segmentação geraria mais segregação, enquanto o objetivo é gerar inclusão social.



Outro fator que evidenciou-se com a pesquisa é que existe um dogma, uma imposição de um corpo perfeito tido como “feminino”... aquele famoso corpo de violão, tão obrigatoriamente desejado e ao mesmo tempo tão pouco compartilhado pelas mulheres reais, de carne e osso e não de plástico. Devido a isso, muitos indagaram-me sobre como vestir possíveis corpos “masculinizados”, ao se falar de mulheres trans: ombros largos? Quadris finos? Seios pequenos? Caraterísticas essas comuns a mulheres trans E cis**, na verdade. Desejo mostrar às pessoas que, como diz Serano, um corpo feminino é o corpo de uma pessoa que se reconheça como mulher, independentemente de sua forma, certidão de nascimento ou órgão sexual e que, portanto, mulheres trans tem corpos tão femininos quanto mulheres cis.

Sermos iguais reside justamente no fato de que somos todos diferentes e para comprovar isso perante aos examinadores da minha pesquisa tive a ideia de reunir fotos de corpos femininos, independente se trans ou cis, de idade, orientação sexual e qualquer outra característica pessoal.
Você poderia contribuir?

Primeiramente gostaria de frisar que não serão divulgados nem rostos, nem nomes. Para contribuir eu peço que você faça uma foto de corpo inteiro, do pescoço para baixo, vestindo ou roupa de banho ou uma roupa muito básica e mais justa ao corpo (como um jeans e camiseta branca!) em um fundo neutro (como uma parede!). E depois enviá-la para: tccbetina@gmail.com

Desejo também fazer uma pesquisa de referência de estilos: se você se sentir inspirada um dia, estiver vestida de uma forma que você se olha no espelho e diz “essa sou muito eu!”, por favor tire uma foto e me envie! Afinal, o resultado desta pesquisa será refletido em uma coleção direcionada ao meu público: vocês que estão me ajudando, mulheres reais!

Desde já agradeço enormemente e continuo a disposição para criticas e dúvidas.
Atenciosamente,
Betina Grosser Martins.

*mulheres trans: indivíduos que se reconhecem como pertencentes ao gênero feminino e têm como sexo de nascimento o masculino.
**mulheres cis: indivíduos que se reconhecem como pertencentes ao gênero feminino e têm como sexo de nascimento o feminino.

*****

Uma das coisas que mais nos faz flata é justamente a atenção da indústria da moda, então se ela está interessada em ingressar nesse ramo já com a consciência de nossas necessidades, ótimo, não? E essas fotos a maioria de nós provavelmente já tem no PC, e quem não tiver pode tirar rapidamente, o esforço é pequeno. Vamos todas ajudar?

Beijinhos
Mayra