17 de fevereiro de 2012

Da Onde Menos se Espera

01/02/12

Estou chocada. “Surpresa” pode tentar traduzir meus sentimentos agora, mas eu não acho que seja o suficiente. “Embasbacada” é uma palavra um pouco brusca para descrever uma sensação tão gostosa. Bom, eu vou só contar o que aconteceu então.

Estava eu tra-la-la sem fazer nada no PC nesta manhã desconhecidamente fatídica quando recebo o e-mail de um parente. É uma pessoa bem sucedida, gentil, apesar de firme, e muito inteligente. Mas sempre foi um parente distante, mais por culpa minha do que dele. Perguntava, de forma bastante simples mas honesta, como eu estava. Eu não tenho limitações nem vergoinhas de falar sobre o processo pelo qual estou passando, então fui e contei o que realmente estava acontecendo, simplesmente porque dizer “to bem” pra mim é falsidade e, no fim das contas, seria mentira. Não por eu estar mal, eu *estou* bem, mas dizer so isso é uma convenção social que me irrita de forma subconsciente. Enfim.

Esse parente me ligou depois. Foi uma conversa de meia hora, mas muito intensa. Basicamente ele queria dizer que não iria se distanciar e que não deixaria que os familiares, por exemplo, não me quisesse em quaisquer das casas dele, e que entendia que, se era isso me deixaria feliz, que eu deveria sim fazer. Mas ele fala de uma forma tão... nao sei, ele realmente passa a sensaçao de que tudo no universo inteiro vai ficar bem, por mais que haja problemas e dificuldades, se voce fizer o que faz com convicção. Com o passsar dos minutos eu também expliquei um pouco o histórico da coisa e ele reconheceu que eu estava bem preparada e bem informada, e que estava fazendo tudo certo, acompanhamento psicológico, pesquisas infinitas, tenho agora um médico, bla bla, sabia pelo que ia passar e talz (finalmente alguém reconheceu meu esforço ao invés de dizer que eu não sei o que estou fazendo, pqp...)

Ah, bom, no final ele disse que no dia de hoje ia... fazer uma meditação, em meu nome. O lado dele da família tem um pouco de exoterismo e, apesar de nunca ter tido provas da existência de um deus ou algo do tipo, eu sei por experiencia própria que “há mais entre o céu e a terra do que crê vossa vã filosofia”, e ele vai tentar me passar paz e calma no dia de hoje, uma força a mais que ele pode me dar. Disse que, provavelmente, eu ia me sentir abraçada, e muito tranquila. Eu pensando cá comigo “fio, só essa ligação eu já to deitada numa nuvem de algodão egípcio com 20 não virgens me abanando” (virgem pra que, minha gente? Virgem não sabe fazer nada XD).

Bom, eu outras notícias, a família ainda está tentando se virar pra ver da onde a gente tira dinheiro para a cirurgia facial, e isso é a unica coisa que me perturba agora. Mas, se você estiver lendo isso, Senhor-ao-qual-me-refiro-aqui, eu acho que o que você me falou foi a melhor conversa que eu já tive sobre isso. Muito... muito obrigada.